(88) 9 9803-4666

Ibiapaba

13º Festival Música da Ibiapaba movimenta a economia em torno da cultura

Publicada em 28/07/17 as 00:35h por Diário Zona Norte


Compartilhe
   

Link da Notícia:

Viçosa do Ceará, Serra da Ibiapaba-CE; Festival de Música mobiliza diversos setores da Ibiapaba  (Foto: Divulgação/Mi)
O 13º Festival Música da Ibiapaba, ou "Mi", como é chamado, traz nesta edição mais diversidade em sua programação, iniciada no dia 22, deste mês, se estendendo até o próximo sábado, dia 29, em Viçosa do Ceará, na Serra da Ibiapaba. A cidade recebe uma série de atividades de formação para jovens e músicos veteranos, com cerca de 30 oficinas e workshops, ministrados por um time de professores de diversas partes do País, como Aparecida Silvino (CE), Heriberto Porto (CE), Gilvando Pereira (PB), Miquéias dos Santos (CE) e Misael da Hora (RJ).

Diversidade

Durante todos os dias do evento, Viçosa do Ceará recebe atrações que buscam traduzir o que a região tem de melhor, entre jovens e experientes artistas, locais e nacionais. A ideia é transmitir emoção e personalidade durante a execução de belas melodias. Além disso, o evento realiza o 'Mi Gastronomia e Produtos da Serra', em que o público tem a oportunidade de conhecer e experimentar os tradicionais licores, peças em cerâmica, doces caseiros, cachaças, a famosa peta, bolos, cestos, mel, entre outros produtos.

Oportunidades

De acordo com Banda Procurando Calú, de Sobral, marca presença no Mi, na Ibiapaba.
os organizadores, o 13º Festival Música da Ibiapaba não movimenta apenas a rotina dos músicos, alunos e professores, que se dividem entre oficinas e shows, realizados nas escolas, igrejas e praças de Viçosa do Ceará. O evento, também apresenta ao público, o potencial econômico da cidade, que aposta cada vez mais na qualidade e no profissionalismo como forma de atrair ainda mais turistas.

Economia

Segundo o Secretário de Turismo, Cultura e Meio Ambiente de Viçosa do Ceará, Aníbal Sousa, "o Festival traz um impacto muito grande para a cidade, o que perpassa a rotina dos próprios habitantes, o legado artístico e cultural deixado e, claro, a economia local; uma vez que há um aumento significativo no número de pessoas, entre artistas, moradores e turistas, que estão dispostas a curtir o evento e a consumir as delícias e belezas da região", comemora.

Muitos comerciantes se prepararam para receber os visitantes, durante o Mi. Valdir Freitas, gerente de padaria e restaurante, é um exemplo da preocupação em torno de um bom trabalho, para fazer a diferença. Ele explica que, para o evento, teve que incrementar toda a sua de equipe, do atendimento à preparação, passando também pela cozinha, por exemplo, para conquistar ainda mais os turistas e moradores da cidade. De acordo com o empresário, "o Festival contribui para todos os segmentos do comércio aqui na cidade. Cada um vende aquilo que possui, dentro de suas especificidades, e isso faz o dinheiro circular", afirma comerciante.

Hospedagens

O setor hoteleiro também vem conquistado ótimos resultados durante o Festival. Agnaldo Souza, gerente de um hotel de Serra, explica que a procura, esse ano, foi maior em relação aos períodos anteriores, tanto que todas as vagas já foram preenchidas. "A mão-de-obra, durante o período, aumenta, assim como a renda da cidade, o que é bom para a nossa economia", ressalta.

O Mi é realizado pelo Governo do Estado do Ceará, por meio da Secult e do Instituto Dragão do Mar, em parceria com a Secretaria da Educação.



Enquete
Você é a favor da reforma da previdência ?

 Sim, mas não com a atual proposta
 Não
 Não agora, talvez no futuro
 Sim, claro







LIGUE E PARTICIPE

88 36262266

Visitas: 25894
Usuários Online: 129
Copyright (c) 2019 - Rádio Tabajara FM