(88) 9 9803-4666

NO AR

MADRUGADA TABAJARA

www.tabajara.fm.br

Ceará

Em Fortaleza, ex-ministro Cid Gomes discute com manifestantes

Publicada em 17/03/16 as 12:49h por G1 CE


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Reprodução)
O ex-governador do Ceará e ex-ministro da educação do Governo Dilma Rousseff, Cid Gomes, discutiu na noite desta quarta-feira (16), com manifestantes contrários à nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a Casa Civil.

Os manifestantes se depararam com o ex-ministro Cid Gomes e o irmão, Ciro Gomes. Após protesto no Bairro Aldeota, por volta das 23h3,  parte dos manifestantes se concentrou em frente ao Palácio da Abolição, no Bairro Meireles, em Fortaleza. Em frente à sede do Governo do Ceará, eles continuaram gritando palavras de ordem contra o partido, a presidente Dilma e o ex-presidente Lula. Minutos depois se encontraram com o ex-governador Cid Gomes, do Partido Democrático Trabalhista (PDT), que é aliado do atual governador Camilo Santana (PT) e da Presidente da República.

Cid Gomes desceu do carro em que estava e caminhou um quarteirão até a calçada de um prédio, cercado pelos manifestantes. 

Depois de entrar no prédio voltou à calçada onde discutiu com algumas das pessoas que participaram do protesto e defendeu o Governo Federal. "É ilegal você gravar uma conversa entre um presidente e um ex-presidente da república sem autorização judicial", disse Cid, em referência à decisão do juiz Sérgio Moro de divulgar conversas telefônicas entre Dilam e Lula. 

Em seguida, ele dirigiu aos manifestantes mais questionamentos. "Sem autorização judicial? Divulgar essa gravação? Isso é correto?", pergunta Cid para um dos manifestantes. "Imagine isso acontecendo na sua vida?", disse. O irmão Ciro também se envolveu na discussão e bateu-boca com os manifestantes.

Manifestação contra nomeação de Lula

Manifestantes realizaram na noite desta quarta-feira um protesto horas depois da quebra de sigilo e divulgação do áudio da conversa entre os dois petitas. Segundo os manifestantes, cerca de duas mil pessoas participam do ato.

No despacho em que libera as gravações, Moro afirma que, "pelo teor dos diálogos degravados, constata-se que o ex-Presidente já sabia ou pelo menos desconfiava de que estaria sendo interceptado pela Polícia Federal, comprometendo a espontaneidade e a credibilidade de diversos dos diálogos".

Os manifestantes utilizaram roupas verde-e-amarela, bandeiras do Brasil e fizeram um "panelaço" pelas ruas. Da Praça Portugal, os manifestantes fizeram uma caminhada pela Avenida Dom Luiz.

Um segundo grupo de manifestantes fez uma carreta pelas ruas dos Bairros Aldeota e Meireles. Segundo os manifestantes, o ato contou com cerca de 100 veículos.

Em entrevista na tarde desta quarta, a presidente Dilma que a nomeação "mostra a confiaça" que ela nele. "O presidente Lula é uma pessoa que não pode ter sua biografia destruída desta forma. Não está certo isso. [Chamá-lo para a Casa Civil] mostra minha confiança sobre a trajetória dele, a biografia dele e no compromisso dele com todas as práticas corretas e idôneas", disse.





Enquete
Você é a favor da reforma da previdência ?

 Sim, mas não com a atual proposta
 Não
 Não agora, talvez no futuro
 Sim, claro







.

LIGUE E PARTICIPE

88 36262266

Visitas: 17185
Usuários Online: 100
Copyright (c) 2019 - Rádio Tabajara FM