(88) 9 9803-4666

NO AR

JORNADA ESPORTIVA

www.tabajara.fm.br

Brasil

Bolsonaro diz que está feliz de voltar para casa

Publicada em 30/09/18 as 15:56h por Jornal Nacional


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Reprodução )
No voo para o Rio, o candidato Jair Bolsonaro concedeu uma curta entrevista à repórter Graziela Azevedo. Ele disse que tem desejo de participar do debate com os candidatos à presidência que a Globo exibe na próxima quinta-feira e se disse feliz por estar voltando para casa.

Bolsonaro: “Rever a filha de 7 anos, a família, não tem preço. Estou muito feliz. Tenho recomendações médicas, a princípio fico em casa. Tô tentando uma liberação pra vê se consigo comparecer ao debate da Globo na quinta-feira”.

Repórter: O senhor tem vontade de ir ao debate?
Bolsonaro: “Tenho, até porque fiquei muito tempo afastado, fui muito atacado, é a oportunidade que eu tenho de mostrar a realidade e realmente também quais são meus planos para o Brasil”.

Bolsonaro disse que também pretende insistir para desfazer o que classificou de mal-entendidos causados sem má-fé por auxiliares. Na entrevista, ele não mencionou nenhum específico, mas, nos últimos dias, ele próprio refutou a notícia de recriação da CPMF, atribuída a seu assessor econômico, Paulo Guedes. E disse que o 13º salário é intocável e que criticá-lo é uma ofensa ao trabalhador, uma referência a afirmações de seu candidato a vice-presidente, general Hamilton Mourão, que classificou o 13º salário de jabuticaba.

“Da parte da equipe, teve gente que falou demais no meu entender, por falta de tato, vivência com a imprensa, mas tudo foi de boa-fé. Mas pretendemos fazer isso também. E os ataques, foram muitos, né, se for possível a gente desfaz”, diz o candidato.

Na entrevista, a repórter Graziela Azevedo pediu para que ele explicasse o que disse na sexta (28), quando afirmou que não respeitaria o resultado das eleições, caso não fosse o vencedor.

“Um sistema eleitoral onde nós tínhamos acertado uma maneira de auditá-lo, que é o voto impresso, lamentavelmente o Supremo Tribunal derrubou e também um sistema eleitoral que não é aceito em lugar nenhum do mundo. Então a dúvida fica e não sou eu não. A maioria da população desconfia do voto impresso. Então quer dizer exatamente isso aí. Eu vejo aí que foi um absurdo o PT crescer, não existe isso. O que eu sinto nas ruas, o que eu vejo em manifestações. É um sinal claro que o povo está do nosso lado e da forma como isso é demonstrado, não dá pra gente aceitar passivamente na fraude, na possível fraude a eleição do outro lado”, diz o candidato.

Bolsonaro não explicou o que pretende fazer caso não vença, alegando que o sistema de urnas não permite recontagem de votos.

Uma nota editorial: todos os candidatos que disputam essa eleição tiveram a sua legitimidade sancionada pelo tribunal superior eleitoral e estão, portanto, aptos a disputá-la. Aceitar o resultado das urnas é um princípio básico de toda democracia e deve ser respeitado por candidatos e eleitores. Tanto o TSE quanto analistas independentes asseguraram, reiteradas vezes, que as urnas eletrônicas brasileiras são seguras, especialmente porque não estão conectadas à internet, o que impede a ação de hackers.



Enquete
Teremos bom inverno em 2019 ?

 SIM
 NÃo







.

LIGUE E PARTICIPE

88 36262266

Visitas: 15993
Usuários Online: 79
Copyright (c) 2018 - Rádio Tabajara FM