(88) 9 9803-4666

Brasil

Senado aprova medida provisória da reforma do Ensino Médio

Publicada em 10/02/17 as 01:28h por Jornal Nacional


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Reprodução)
O Senado aprovou na noite de quarta-feira (8) a medida provisória da reforma do Ensino Médio. As mudanças atingem alunos de escolas públicas e particulares.

Esse é o terceiro dia de aula de uma turma que acabou de entrar no Ensino Médio. Nos próximos três anos, eles terão que decidir qual caminho pretendem seguir rumo à universidade.

Alguns já têm uma ideia do que não gostariam de estudar.

"Aquelas fórmulas grandonas de matemática, a gente não vai usar", diz Ana Carolina Oliveira Cardoso.

"Eu seria melhor numa área de exatas. Sou melhor na área de exatas do que em humanas", afirma Lucas Datan Consolo, de 14 anos.

Mas nem todo mundo sabe para onde quer ir. Indecisão é comum nessa fase da vida.

"Eu falei de humanas. Mas eu falei odontologia também, então posso mudar para biológicas. Ninguém sabe direito o que quer fazer nessa idade", diz Ana Carolina Conceição Zaretti, também de 14 anos.

A ideia é que o aluno possa escolher a partir do segundo ano o que mais lhe interessa.

A reforma dos três anos do Ensino Médio será assim: 60% das aulas serão conteúdo comum obrigatório como português, matemática, inglês e também artes, educação física, filosofia e sociologia. O conteúdo dessas disciplinas obrigatórias será definido pela Base Nacional Curricular Comum, ainda em debate.

Os outros 40% da grade curricular serão definidos de acordo com a proposta das escolas, que vão oferecer disciplinas de pelo menos uma área, entre: linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas e sociais aplicadas, formação técnica e profissional.

A medida também amplia progressivamente a carga anual do Ensino Médio de 800 horas para 1.400 horas. E em cinco anos, todo Ensino Médio terá que ter, no mínimo, mil horas anuais.

A medida provisória da reforma do Ensino Médio, aprovada na noite de quarta pelo Senado, quer deixar a escola mais atraente, melhorar o desempenho do aluno e reduzir o abandono. A medida ainda vai passar pela sanção do presidente.

Apesar de a publicação da medida provisória estar prevista para setembro, as mudanças ainda não têm data para entrar em vigor.

Para o membro do Conselho Educacional da Educação a reforma traz desafios.

"Ela tem como muito positiva a ideia da flexibilização, permitindo que opções dos jovens sejam exercidas na sua escolha, no seus trajetos para concluir o ensino médio. Mas temos que tomar cuidado para que essa flexibilização não se transforme num empobrecimento, numa diminuição dos direitos de aprendizagem do jovem brasileiro. Isso seria muito ruim para o Brasil, nós temos que fazer a educação a altura não apenas dele, do jovem, da juventude, mas do nosso país", explica o membro do Conselho Nacional de Educação, César Callegari.



Enquete
O mais importante para sua felicidade:

 O Trabalho
 A família
 Os Amigos
 A Diversão







LIGUE E PARTICIPE

88 36262266

Visitas: 36032
Usuários Online: 63
Copyright (c) 2019 - Rádio Tabajara FM