(88) 9 9803-4666

Brasil

Ministra Cármen Lúcia, do STF, reage a ataques de Calheiros ao Judiciário

Publicada em 26/10/16 as 11:07h por Bom dia Brasil


Compartilhe
   

Link da Notícia:

A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, reagiu aos ataques do presidente do Senado ao Judiciário. Cármen Lúcia pediu respeito aos juízes.

Uma reunião para aparar as arestas chegou a ser negociada, mas a ministra não quis ir. Não aceitou participar de reunião. A pedido do presidente do Senado, Renan Calheiros, o presidente Michel Temer tentou fazer esse encontro.

Sem citar nomes, Cármen Lúcia rebateu as críticas de Renan Calheiros ao juiz que autorizou a prisão de policiais do Senado acusados de atrapalhar a Lava Jato. Renan chamou o juiz de "juizeco". Cármen Lúcia exigiu respeito do Judiciário.

"Todas as vezes que um juiz é agredido, eu e cada um de nós, juízes, é agredido. E não há a menor necessidade de, numa convivência democrática livre e harmônica, haver qualquer tipo de questionamento que não seja nos estreitos limites da constitucionalidade e da legalidade. Poder Judiciário forte é uma garantia para o cidadão", disse a ministra Cármen Lúcia.

Depois das críticas da presidente do Supremo, Renan Calheiros voltou a falar no assunto. Renan insistiu nas críticas.  

Cobrou uma advertência ao juiz que ordenou a operação no Congresso.

"Eu acho que faltou uma reprimenda ao juiz de primeira instância que usurpou a competência do Supremo Tribunal Federal porque, toda vez que alguém da primeira instância usurpa a competência do Supremo Tribunal Federal, quem paga a conta é o Legislativo", disse o presidente do Senado.

E teve mais reação. Nas notas que divulgaram em repúdio às declarações de Renan Calheiros, as associações de juízes fizeram questão de lembrar que a operação foi legal, pois não atingia ninguém com foro privilegiado, já que os alvos eram os agentes da polícia do Senado. Portanto a competência para autorizar as prisões era, sim, do juiz de primeira instância.

O diretor da polícia do Senado, Pedro Carvalho, já foi solto. O prazo da prisão dele venceu na terça-feira (25).



Enquete
O mais importante para sua felicidade:

 O Trabalho
 A família
 Os Amigos
 A Diversão







LIGUE E PARTICIPE

88 36262266

Visitas: 17488
Usuários Online: 40
Copyright (c) 2019 - Rádio Tabajara FM